A “bula” do Reiki para grávidas

Muitos são os desafios e as dúvidas, nesta fase tão especial da vida de uma mulher, que é a gravidez. Muitas são as limitações, que existem essencialmente para proteger grávida e bebé. O Reiki surge como uma ferramenta completamente inócua, pelo que uma mulher grávida pode receber e praticar, sempre que desejar e necessitar. Não há contra-indicações, posologia recomendada, sobredosagem nem efeitos adversos. Então, porquê? Porque tudo é energia e, como tal, no Reiki enquanto terapia complementar, é canalizada a energia universal. Enquanto filosofia de vida, é igualmente compatível com todas as posturas, crenças e valores. Se queres saber um pouco mais, sugiro que (re)leias os artigos anteriores, sobre o Reiki.

Para melhor esclarecer acerca da prática do Reiki na gravidez, deixo aqui o equivalente a uma “bula” (folheto informativo), correspondente tanto à terapia complementar como à filosofia de vida.

Lê com o coração todo este artigo, antes de começares a praticar Reiki na tua gravidez, pois contém informação importante para ti.

Utiliza o Reiki exatamente como a tua intuição te guia e/ou de acordo com as indicações d@ terapeuta/mestre que te acompanha.

– Conserva este artigo. Podes ter necessidade de o ler novamente.

– Caso precises de esclarecimentos ou conselhos, consulta um@ terapeuta/mestre de Reiki da tua confiança, de preferência com formação/competências na área da saúde materna e obstetrícia.

O que é o Reiki e para que é utilizado

O Reiki é uma filosofia de vida constituindo, a partir daqui, uma terapia complementar, que contém como substância ativa a energia universal, que se caracteriza pelas suas propriedades de amor incondicional, cura e luz.

Para além de ajudar a grávida, ajuda também @ bebé e o pai, pelo que pode ser praticado em família com total segurança. Utilizado nas doses terapêuticas recomendadas e sempre que desejado e/ou necessário, não interfere com qualquer outro eventual tratamento.

O Reiki está indicado para alívio de inúmeras situações, tais como:

– stress, ansiedade e outros processos dolorosos/desconfortáveis, comuns na gravidez;

– problemas psicossomáticos (originados pelo medo e insegurança);

– insónias, dor, fobias, traumas, etc.

O Reiki está igualmente indicado como facilitador de inúmeras outras situações, tais como:

– viver a gravidez de forma mais consciente e plena;

– conectar, cada vez mais, com @ bebé;

– controlar o ritmo respiratório e cardíaco;

– preparar para o trabalho de parto e parto.

O que precisas de saber antes de praticar Reiki

Reiki é simples e é energia universal. A energia é inteligente e sabe exatamente para onde precisa ir e em que quantidades. Reiki também é amor. Com esta fórmula completa, qualquer ser vivo pode receber e praticar Reiki.

Reiki, gravidez e amamentação

Se estás grávida ou a amamentar, se pensas estar grávida ou planeias engravidar, usa e abusa do Reiki. Já existem estudos em humanos, que identificaram imensas vantagens da sua aplicação, em grávidas e recém-nascidos (e não só), sem qualquer risco associado.

Como utilizar Reiki

Marca a tua sessão com um@ terapeuta/mestre de Reiki da tua confiança, para um dia e horário que te seja mais conveniente e segue as suas indicações. O primeiro passo é ter vontade e disponibilidade, com o coração aberto.

Se praticares mais Reiki do que deverias

Vais sentir uma dose fantástica de felicidade, portanto a recomendação é que continues a praticar.

Efeitos secundários possíveis

É impossível dizer, com toda a certeza, o que cada pessoa vai sentir ao praticar Reiki. Contudo, a felicidade é o sintoma mais comum de todos. Outras sensações comuns de manifestação da energia passam por: relaxamento, tranquilidade, paz, autoconsciência, autoconhecimento, calor, frio, sensação de “formigueiro”, arrepios (mas dos bons), vontade em ir ao wc, melhoria do sono, maior consciência das sincronicidades, resolução de situações, etc.

Espero que esta informação te tenha sido útil. Para qualquer esclarecimento adicional, podes contactar a autora deste texto (ver separador “contacta-nos”).

Gratidão!

Maria Sacramento
Mestre e Terapeuta de Reiki
Enfermeira, com formação em Saúde Materna e Obstetrícia

Partilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *